Uma Breve História dos Estados Unidos e os “pais fundadores” da nação

Esse excelente desenho retrata alguns interessantes aspectos da sociedade estadunidense, de forma critica e divertida. Abalada por uma série crise econômica, os Estados Unidos, no século XXI, mostram as deficiências de seu modelo de desenvolvimento, rompendo com uma hegemonia de dominação predominante no século anterior.

Para aprofundar nosso conhecimento sobre a história dos Estados Unidos falaremos sobre duas importantes personalidades históricas, que foram fundamentais para a construção da identidade e do patriotismo norte americano: George Washington e Benjamin Franklin.

A tradição política norte-americana e a historiografia tradicional auxiliaram na criação dos mitos fundadores dos EUA, reforçando os ensejos patrióticos que guiam a nação. Os “pais fundadores” ou “pais da pátria” são um bom exemplo desses mitos patrióticos. George Washington e Benjamin Franklin são os dois homens mais reverenciados, presentes, inclusive nas notas de dólar.

George Washington estampa a nota de 1 dólar

George Washington se destacou como militar durante a guerra de independência. Era um rico fazendeiro da Virgínia e se tornou o chefe das tropas americanas, durante a guerra travada contra a Inglaterra. Participou dos Congressos da Filadélfia, opinando sobre a construção de um novo regime republicano e elitista. Sua figura reflete o caráter do restritivo da independência, que foi comandada por brancos, homens e membros da elite.

Benjamin Franklin foi um importante intelectual do período. Sua imagem esta associada às bibliotecas públicas, corpo de bombeiros e outras instituições que mesmo não tendo sido criadas por ele, foram influenciadas pelo seu pensamento. Criado em Boston, foi um importante representante da elite urbana e teve uma participação ativa no processo de independência. Era um árduo defensor das idéias liberais e democráticas, além de criticar a escravidão, o diferenciando da maioria da elite colonial do período. Acabou se tornando um grande representante do puritanismo, defendendo o acúmulo de riquezas, que era entendida como uma retribuição divina por seu trabalho.

Autora: Bárbara Tostes

3 comentários sobre “Uma Breve História dos Estados Unidos e os “pais fundadores” da nação

  1. Doutrinação esquerdista comeu solta nesse texto, somente pelos termos ” elitista branco” entre outros. A notinha de rodapé no final falando que alguns dos pais fundadores era contra a escravidão não atenua as outras mentiras. Eles não representavam o elitismo, eles representavam o camponês da América que não queria pagar impostos para a Inglaterra, culminando na revolta do chá. Os elitistas eram os lealistas que viviam as custas da Inglaterra, em órgãos burocráticos, ou seja, mamando. E por isso, ganhavam com a situação de mais impostos e colonialismo britânico sobre a América. Os EUA não se importava com as taxas, mas sim com a falta de representação por pagá-las, eles queriam retorno em serviços da Inglaterra, isso culminou na frase “no taxation without representation” ou seja, seriam simplesmente explorados pela Inglaterra sem representação. Os pais fundadores eram contra um estado grande pois sabia que seu resultado era corrupção, o poder corrompe. Os EUA atual, longe de representar essas idéias, sofrem por ir contra ela. A dívida estatal deles já é impagável e uma das maiores do globo.. Isso é estado pequeno?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s