O Integralismo – discurso de Plínio Salgado

Um salve para os seguidores Historiativanet! Hoje vamos tratar sobre o Integralismo, um sistema filosófico-político surgido na Europa no início do século XX, inspirado pela doutrina social da Igreja Católica. Nasceu na França e alcançou uma repercussão significativa, assim como em Portugal e no Brasil.

Vamos destacar algumas das características gerais do pensamento integralista. Em primeiro lugar, como você pode perceber no parágrafo acima, a sua estreita aproximação com a moral católica. A religião constituía um elemento central na sociedade almejada pelos integralistas, pois seria o veículo seguro para “a ordem e a paz”.

Outro elemento importante é o seu nacionalismo exacerbado. Aliás, esse movimento é também denominado “nacionalismo integral”. Defendia o cultivo dos “valores nacionais” – como a sua história, tradição, heróis fundadores, costumes, religião, língua, etc. – para o desenvolvimento social. Embora defendessem as liberdades individuais, não admitiam que estas se sobressaíssem aos interessas da nação, muito menos à sua cisão em classes ou facções políticas.

Isso nos leva a um terceiro traço do pensamento integralista: a sua repulsa a doutrinas revolucionárias como o comunismo e o anarquismo. Defendiam a participação popular nas decisões políticas, mas respeitando igualmente a hierarquia social e os valores nacionais, para garantir a tão valorizada “ordem e paz”. Rechaçavam essas ideologias que além de pregar o caos (a revolução), cindiam a nação em classes antagônicas, em vez de lutar pela união social.

No Brasil, o Integralismo atingiu seu auge com a formação da Ação Integralista Brasileira, fundada em 1932 pelo intelectual Plínio Salgado. Atingiu grande repercussão no país, principalmente entre as classes médias urbanas e intelectuais. Concebeu uma série de símbolos, como o sigma (∑), símbolo matemático que designa a soma de todas as partes, numa clara alusão à defesa da unidade nacional. De início, apoiou Getúlio Vargas, mas após a instalação do Estado Novo, o movimento foi reprimido violentamente, e muitos de seus integrantes foram presos ou até mesmo assassinados.

Ninguém melhor do que o próprio Plínio Salgado para falar sobre o que significa o Integralismo e qual foi o seu papel na história do Brasil. Abaixo, segue um discurso proferido pelo maior líder integralista, em comemoração aos 40 anos da AIB. Procure identificar algumas passagens que demonstrem suas ideias principais, e formule uma breve definição sobre o pensamento integralista (máximo de 5 linhas).

Bons estudos!!

Anúncios

3 comentários sobre “O Integralismo – discurso de Plínio Salgado

  1. Olá Bárbara. Muito legal o material. Só pra mim entender melhor gostaria de saber se a galera do Integralismo era de esquerda ou de direita. Algumas coisas que eles defendem parecem ser de esquerda outras vezes não. De que lado do muro essa galera fica? Abraços:)

    1. Olá Rômulo. Bom, se você compreende a direita como conservadorismo, e a esquerda com ideologias revolucionárias, então sem dúvida o Integralismo pode ser colocado do lado da direita. A condenação do comunismo e a associação com os preceitos católicos evidenciam isso. A meu ver, não seria possível associar o Integralismo à esquerda justamente por esses pontos. Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s