Dia da consciência negra

Bom dia meus queridos leitores,

hoje é uma data importantíssima para nosso país, sendo feriado em alguns municípios brasileiros. Mas, o que comemoramos hoje?

No dia 9 de janeiro de 2003, foi estabelecido pela lei 10.639, o dia 20 de novembro como o dia da Consciência Negra, uma data para reflexão sobre a importância dos povos africanos para a formação do nosso país e da cultura brasileira. Nossa culinária, a religiosidade, o português que falamos, nossos ritmos e danças tem profunda influência africana. Enfim, a presença dos negros africanos é constante na formação histórica brasileira, deixando várias marcas, desde o fenótipo de nosso povo, até as organizações políticas e sociais do país, passando por nossa cultura como um todo.

Nossa, mas não é exagero separar uma data só para lembrar a influência africana no Brasil, isso não é óbvio? E já não existia o 13 de maio, data da abolição da escravidão em 1888?

A respeito da relevância da comemoração do dia da consciência negra, evoco uma recente propaganda brasileira que deliberadamente “esbranquiçou” notório escritor mulato da literatura nacional. Nossa historiografia sempre valorizou as personalidades brancas, em detrimento dos personagens históricos negros, e quando preciso clareou alguns. Fica a esperança que essa iniciativa inicie um processo de repovoamento da nossa memória com os personagens negros e mulatos de nossa história, e que nunca mais aconteçam equívocos graves, como o ocorrido na peça publicitária.

Nesse sentido, do protagonismo dos negros na história do Brasil, é que se escolheu o 20 de novembro ao invés do 13 de maio. Mas, por quê?

No dia 20 de novembro de 1695 morria Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, localizado no interior do atual estado de Alagoas. Os quilombos eram comunidades de resistência, inclusive cultural, dos escravos, para onde eles se dirigiam após fugir de seus senhores. Zumbi foi morto enquanto defendia Palmares e, por isso, o 20 de novembro representa essa luta, que durou séculos, dos negros contra a opressão escravista.

Já o 13 de maio de 1888, foi o dia em que a princesa Isabel assinou a famigerada lei Áurea que libertava os cativos. Porém, a abolição da escravatura não foi fruto da benevolência de uma princesa branca, mas antes de mudanças estruturais durante o século XIX somada às lutas de gerações de negros. Para evitar a confusão, recentemente foi escolhida a data da morte de Zumbi dos Palmares como símbolo dessas lutas.

Bom pessoal, ótimo feriado para aqueles que trabalham nas cidades que celebram o dia da consciência Negra! Aproveitem o dia para estudar um pouquinho as diversas contribuições dos africanos! Que vou aproveitar para colocar meu trabalho em dia!
Bons Estudos a todos!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s